quinta-feira, 1 de maio de 2014

Cabelo Africano a sua qualidade

Há muito tempo que...desde que me entendo como gente ,  sempre ouvi mulheres, crianças principalmente jovens africanas a desdenharem, a desvalorizarem o seu próprio cabelo, dando mais ênfase e  valor   ao dito cabelo liso o cabelo dos comerciais da tv. Esse facto sempre entristeceu-me. ( Odeio essa carapinha!Porque é que tive que nascer com esse cabelo horrível? Quem me dera ter o cabelo de fulano! Meu cabelo não cresce! Meu cabelo não presta). Quando decidi pela primeira vez relaxar o meu cabelo  tinha apenas quinze anos foram  imensas razões que me levaram a fazê-lo. Nós africanos/as temos um pequeno probleminha com a raiz do nosso !!! Sim a raiz. A nossa raiz tende a ser a parte mais difícil de  manejar pois de algumasa pessoas tende a ser  muito crespo e volumosa. Uma das razões pelo qual relaxei foi por nunca saber o que fazer em termo de penteados simplesmente quis inovar. Um dos comentários que mais ouvi na altura, foi que eu que queria ser branca??? Hello? Desde quando relaxar o cabelo significa mudar de etnia? Muitas mulheres negras mais vivenciadas hoje em dia prevalecem com o mesmo comentário. A tendência é relaxar/ desfrizar para ser um pouco diferente com isso muitas jovens, mulheres perdem o que têm de mais bonito no cabelo africano o volume. Uma das características é o volume que reflecte a sua origem. Não vou depreciar o cabelo relaxado pois existem muitos cabelos relaxados saudáveis. Mas o que eu mais vejo por ai no dia a dia são cabelos cansados, estragados, quebrados de tanta química. Quando tinha o cabelo desfrizado/relaxo pensei que fosse inovar mas não, continuei a prender o cabelo o que valeu-me um monte de fios quebrados. Hoje como natural olho para trás e arrependo-me muito de tudo o que fiz ao meu cabelo. Castiguei-o abusivamente. Cheguei a um ponto que o desconhecia , já não me lembrava de como era a textura do meu cabelo. Recordava-me vagamente porque olhava para o cabelo da minha mãe. Senti-me tão incompleta. O cabelo liso não me caracterizava como africana .Lembro-me de uma vez ter ido fazer compras ao supermercado quando uma senhora caucasiana questionou-me o que eu tinha feito aos meus caracóis? Desde daquela altura essa pergunta sempre assaltou-me a mente , ecoou na minha cabeça por vários anos.Passei por muito, Cada vez que ia a um cabeleireiro ouvia sempre comentários como: " Tens um cabelo fantástico, porque é que estás a estraga-lo com químicos?" Costuma-se dizer que nós só aprendemos com os erros, pois é, até  que um dia depois de tanto massacrar o cabelo decidi mudar...Basta!  Foi tarde mas consegui. Nunca é tarde para fazer a grande mudança. Tu que estás nessa jornada lembra-te que não estás sozinha terá sempre alguém a passar o mesmo do que tu. Sê positiva, mima o teu cabelo, hidrata, cuida e sê paciente para o seu crescimento verás que terás óptimos resultados. Eu não acredito que o cabelo não cresce.Todo cabelo do ser humano cresce se assim não acontecer é porque existe de facto um problema que sim, deve ser tratado. Sejas tu natural, relaxada, encaracolada, crespa, afro esse concelho é para ti Ama o teu cabelo , que futuramente os teus fios agradeceram.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...